domingo, 6 de junho de 2010

O DESENVOLVIMENTO MOTOR NA ADOLESCENCIA E SEUS ASPECTOS - COGNITIVO E SOCIAL

A adolescência dura quase uma década, aproximadamente dos 12 ou 13 anos até o inicio dos 20 anos. Não há definição clara para seu ponto de inicio ou fim (PAPALIA, 2006). Geralmente considera-se que a adolescência inicia na Puberdade, o processo que leva à maturidade ou fertilidade – a capacidade de reprodução.


O inicio da adolescência (aproximadamente dos 11 ou 12 anos aos 14 anos de idade), marca a transição de saída da infância, oferece oportunidade de crescimento, não apenas em dimensões físicas, mais também em competências cognitivas e sociais.


Puberdade.

A puberdade começa quando a glândula pituitária na base do cérebro envia uma mensagem para as glândulas sexuais para aumentar sua secreção de hormônios. O momento preciso no qual isso ocorre é determinado pela interação de genes, saúde e ambiente; ele pode estar relacionado com a chegada de um nível critico de peso. Nas meninas, os ovários aumentam drasticamente a produção do hormônio femininos estrogênio, o qual estimula o crescimento dos genitais femininos e o desenvolvimento dos seios. Nos meninos os testículos aumentam a produção de andrógenos, principalmente testosterona, os quais estimulam o crescimento dos genitais e dos pelos corporais masculinos. (Meninos e meninas têm ambos os tipos de hormônios, mas as meninas têm níveis mais altos de estrogênio e os meninos níveis mais altos de andrógenos.

As mudanças físicas tanto em meninos quanto em meninas durante a puberdade incluem o surto de crescimento adolescente, o desenvolvimento de pelos pubianos, de voz mais grave e o desenvolvimento muscular. A maturação dos órgãos reprodutivos traz o inicio da maturação nas meninas e a produção de esperma nos meninos.

O surto de crescimento é um rápido aumento de peso e altura que antecede a maturação sexual. Nas meninas, geralmente se inicia entre 9,5 e 14,5 anos (geralmente em torno dos 10 anos), e nos meninos, entre 10,5 e 16 anos (geralmente aos 12 ou 13 anos), normalmente dura cerca de 2 anos, logo depois que ele termina, o jovem alcança a maturidade sexual.

Maturação.

Do mesmo modo que no caso do estirão de crescimento do peso e da altura há diferenças individuais pronunciadas quando á idade do inicio da puberdade. Entre as meninas, o inicio de erguimento dos seios, o assim chamado “estagio de botão” é normalmente o primeiro sinal evidente de desenvolvimento sexual e este pode variar entre 8 e 13 anos .Entre os meninos o aumento no tamanho dos testículos pode ter inicio aos 9 anos e meio ou só aos 13 anos de idade.

Todos eles passam por alterações fisiológicas na puberdade e, mais tarde o crescimento durante a adolescência.

Cognitivo.

Piaget diz que o estágio de operações formais, é o ultimo do desenvolvimento cognitivo, no qual o adolescente ingressa nessa fase da vida.

Nos termos de Piaget, um tipo de operação mental em que todas as combinações possíveis são consideradas na resolução de um problema. Conseqüentemente cada elo parcial é agrupado em relação ao todo. Em outras palavras o raciocínio opera continuamente como uma função de um todo estruturado.

Piaget afirmava que as mudanças na maneira como os adolescentes pensam sobre si mesmos, sobre seus relacionamentos pessoais e sobre a natureza da sua sociedade tem uma fonte comum, o desenvolvimento de uma nova estrutura lógica que ele chamava de operações formais. Como você vai lembrar, na terminologia de Piaget, uma operação é uma ação mental que se ajunta a um sistema lógico.

O pensamento operatório formal é o tipo de pensamento necessário para qualquer pessoa que tenha de resolver problemas sistematicamente.

Na adolescência, a pessoa em desenvolvimento adquire a capacidade de pensar sistematicamente sobre todas as relações lógicas dentro de um problema. Os adolescentes exibem um interesse nas idéias abstratas e no processo de pensamento em si.

Deixam de ser limitados ao aqui e agora, e são capazes de compreender o tempo histórico e o espaço extraterrestre. São capazes de pensar como poderia ser ao invés de como é.

Raciocínio hipotético – dedutivo .

(PAPALIA, 2006), define o raciocínio hipotético-dedutivo como aquele que pode desenvolver e criar uma hipótese para testá-la.

Considera todos os relacionamentos que pode imaginar e examina-os sistematicamente, um depois do outro para eliminar o falso para chegar ao verdadeiro. O raciocínio hipotético – dedutivo oferece ao adolescente um instrumento para resolver problemas, desde os mais simples até os mais complexos.

O adolescente aborda um problema de forma sistemática, cria várias hipóteses sempre variando os fatores que podem afetar o determinado problema, para que depois ele possa determinar o principal fator para conseguir atingir um objetivo.

Aspectos imaturos do pensamento adolescente segundo Elkind

Elkind (1984, 1998) descreveu atitudes e comportamentos imaturos que podem ocorrer na adolescência em sua incursão inexperiente nas operações concretas:

Tendência a discutir: Os adolescentes estão sempre em busca de oportunidades para testar e exibir suas recém-descobertas habilidades de raciocínio.

Indecisão: Por terem mais consciência das diversas escolhas que a vida oferece, muitos adolescentes tem problemas para se decidir em relação a coisas simples.

Encontrar defeitos na figura de autoridades: Os adolescentes agora percebem que os adultos que antes veneravam o mundo pelo qual consideram os adultos responsáveis, estão muito aquém de seus ideais.

Hipocrisia aparente: Os jovens adolescentes, não reconhecem a diferença entre expressar um ideal e fazer os sacrifícios necessários para viver de acordo com ele. Um exemplo é quando o adolescente se fala em paz mundial, mas na primeira oportunidade perde a razão e parte para a agressão.
Desenvolvimento motor

- estagio de aplicação

Na adolescência, o comportamento motor esperado é caracterizado pela fase de habilidades motoras especializadas. A fase de movimentos especializados possui mais dois estágios, aplicação e o estágio de utilização permanente, considerados os últimos nesta fase.

No estágio de aplicação, que ocorre aproximadamente dos 11 aos 13 anos, a sofisticação cognitiva crescente e certa base ampliada de experiências tornam o indivíduo capaz de tornar numerosas decisões de aprendizagem e de participação baseadas em muitos fatores da tarefa, individuais e ambientais. O indivíduo começa a tomar decisões conscientes a favor ou contra sua participação em certas atividades. Esta é a época para refinar e usar habilidades mais complexas em jogos avançados, atividades e liderança e em esportes escolhidos.

- estagio de utilização permanente

O estágio de utilização permanente da fase especializada de desenvolvimento motor começa por volta dos 14 anos de idade e continua por toda a vida adulta. O estágio de utilização permanente representa o pináculo do processo de desenvolvimento motor e é caracterizado pelo uso do repertório de movimentos adquiridos pelo indivíduo por toda a vida. Fatores como tempo disponível, dinheiro, equipamento, instalações e limitações físicas e mentais afetam esse estágio. Entre outros pontos, o nível de participação de um indivíduo em certas atividades dependerá do talento, oportunidades, condições físicas e da motivação pessoal, O nível de desempenho permanente de um indivíduo pode variar desde o status profissional e olímpico até competições universitárias e escolares, incluindo a participação em habilidades organizadas ou não-organizadas, competitivas ou cooperativas, esportivas recreacionais ou da simples vida diária.

Adolescência e Sociedade.

O desenvolvimento motor na adolescência é influenciado por fatores ambientais e culturais, ocorrendo através das brincadeiras, jogos, atividade física e esportes.

A adolescência é um período em que ocorrem várias mudanças tanto físicas como psicossociais, tudo isso acontece neste período de tempo entre a infância e a idade adulta.

De uns tempos pra cá é possível observar, uma mudança quanto ao período de duração da adolescência. Com o avanço tecnológico, as mudanças de hábito na vida cotidiana, o maior tempo dedicado aos estudos e a dependência financeira dos pais, faz com que este período se alongue mais por conta da complexidade que a vida está ganhando, logo, a adolescência torna-se mais complexa.

“A adolescência é caracterizada pela exploração e pela experimentação, processos que podem ter conseqüências permanentes.”(Gallahue, David L, 2001)

Com base nessa frase, é importante frisar que a adolescência mesmo sendo uma fase de descobertas, exploração, de conhecimento do novo e experimentação, deve ser encarada de forma delicada, pois por ser realmente dessa forma, o adolescente acaba tendo vários caminhos a serem seguidos. Os problemas mais recorrentes nessa fase da vida são as drogas, o alcoolismo, cigarro e questões de cunho sexual. Muitas vezes o adolescente acaba perdendo o controle e entrando nessas situações, devido à questão da socialização cultura, ou seja, ele acaba sofrendo varias influências, que se não direcionadas corretamente podem acarretar em algumas conseqüências permanentes. O adolescente se depara em uma situação em que é muito importante a socialização cultura, ou seja, a sua projeção e colocação na sociedade em que vive, e por conta disso acaba sofrendo varias influências.

Os principais fatores de influência na adolescência são as pessoas, instituições e atividades.

No que diz respeito às pessoas, a família vem como carro chefe, sendo ela presente principalmente desde a infância até a adolescência, ela propicia ao jovem vários fatores como o sentido de autonomia, o amor, o carinho e a confiança, sendo também fundamental na hora das escolhas do adolescente, sejam elas relacionadas ao campo profissional como pessoal, qual pratica esportiva ingressar, quais cursos fazer, qual modalidade seguir, tudo isso sofre um peso muito grande por parte da família. Os amigos e pessoas significativas na vida do adolescente também têm grande importância na sua maturação social, às vezes até se sobressaindo à família do individuo.

Já no campo das instituições, temos a escola como grande base, pois é ela que tem como responsabilidade propiciar ao adolescente condição apropriada tanto para o desenvolvimento de habilidades esportivas e movimentos fundamentais. A educação física escolar tem ao seu lado a possibilidade de através do seu ensino, estimular a socialização, a superação de obstáculos e a inserção da atividade física na vida do adolescente de forma significativa, estudos dizem que a maioria dos jovens da atualidade passam mais tempo desempenhando atividades físicas leves, ou seja, sentados ou deitados, do que se movimentando, e isso traz alguns malefícios a saúde como o estresse na juventude.

No campo das atividades, a atividade física também desempenha grande papel no desenvolvimento motor. A atividade física está relacionada diretamente com a questão da afiliação, que é a necessidade da criança e do adolescente tem em fazer parte de um grupo, de reafirmar suas amizades. Olhando para o lado do alto rendimento e competições, é importante nunca deixar de lado o foco da diversão e do companheirismo, ou seja, não deixar o lado técnico falar mais alto. O esporte, como agregador, fornece um ambiente ideal para o ensino de valores como honestidade, lealdade e justiça, fazendo com que o jovem tenha a consciência do seu papel para com o seu companheiro ou adversário, e carregue isso para sua vida pessoal, contribuindo assim para os eu crescimento moral.

5 comentários:

  1. Poderia aparecer as referências bibliográficas.

    ResponderExcluir
  2. Poderia aparecer referências bibliograficas

    ResponderExcluir
  3. Tem como colocar as referencias bibliográficas ?

    ResponderExcluir
  4. muito bom! Parabéns!

    ResponderExcluir